Resenha Literária: Castelo das Águias.

Oi gente, tudo bem com vocês? Eu quase ia me esquecendo de postar a resenha do mês passado, acreditam? haha 
Bem, o livro que foi escolhido pro mês de Junho foi esse, O castelo das Águias - Ana Lúcia Merege. Eu estava com ele guardado aqui fazia anos! Sério, eu comprei ele na Comic-Con de 2014, por que o moço era simpático. E junto dele comprei mais dois, que provavelmente eu vá ler um deles também no desafio.

Sinopse: O Castelo das Águias, romance fantástico de Ana Lúcia Merege, é um lugar especial. Localizado nas Terras Férteis de Athelgard, região habitada por homens e elfos, abriga uma surpreendente Escola de Magia, onde os aprendizes devem se iniciar nas artes dos bardos e dos saltimbancos antes de qualquer encanto ou ritual.
Apesar de sua juventude, Anna de Bryke aceita o desafio de se tornar a nova Mestra de Sagas do Castelo. Aprende os princípios da Magia da Forma e do Pensamento e tem a oportunidade de conhecer pessoas como o idealizador da Escola, Mestre Camdell; Urien, o professor de Música; Lara, uma maga frágil e enigmática, e o austero Kieran de Scyllix, o guardião das águias que mantêm um forte elo místico com os moradores do Castelo.
Enquanto se habitua à nova vida e descobre em Kieran um poço de sentimentos confusos e turbulentos, uma exigência do Conselho de Guerra das Terras Férteis põe em risco a vida e a liberdade das águias Com o apoio de Kieran, Anna lutará para preservá-las,desvendando uma trama de conspiração e segredos que envolvem importantes magos do Castelo.
Minha opinião: Bem, por onde começar? 
 A primeira coisa em que me veio em mente quando eu comecei a ler foi "Não é possível que esse livro seja brasileiro e eu tenha demorado tanto pra ler ele." Sério gente! A forma de escrever dela é muito diferente. Lembra um pouco o Hobbit. Esses dias estava conversando com alguns colegas literários também, e chegamos a conclusão que o brasileiro tem um "jeitinho" que a gente reconhece em livros nacionais, mas de vez em quando nós nos surpreendemos, não é mesmo? 
No caso, esse foi o livro que me surpreendeu. Pela forma de escrever, a história, tudo. Foi o primeiro livro que eu li que envolvia magos, águia e tal, e foi uma experiência incrível. Quando eu acabei de ler, eu fiquei com aquele gostinho de quero mais, sabe? E isso me motivou a ir atrás pra ver se tinha continuação. E advinha? TEM! Quase surtei quando vi isso, de tanta felicidade!
Nesse livro você encontra vários tipos de pessoas: que vai de seres mágicos à magos e humanos e de todas as idades também.  Ah, e não se engane com a capa do livro ser uma moça mais á frente, isso não muda nada. A escritora consegue agradar tanto o público feminino como o masculino. Existem vários conflitos, romance, traição, etc.

Enfim, a leitura flui, é ágil e a história te prende. Só tem uma coisinha que eu não gostei, mas eu não posso falar se não seria Spoiler, mas foi algo que Ana poderia ter feito, mas não fez. 
Pra você que não tem paciência de ler livros grandes, ou que está começando a entrar no mundo da leitura agora, eu recomendo este. Ele é pequeno (186 páginas), vai mais ou menos de duas a três horas pra terminar a leitura.
Enfim, é isso! Espero que tenham gostado da resenha, um beijo!
*Essa resenha participa do projeto #SomosTodosNacionais.

2 comentários:

  1. Muito obrigada, Rafaela! Fico muito honrada e feliz que tenha gostado. Espero que leia e goste ainda mais de "A Ilha dos Ossos" e "A Fonte âmbar", que está em pré-venda no site da Draco. Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo comentário! <3 Com certeza lerei, um beijo!

      Excluir

 
Arquivos de Rafaela | Layout feito por AN Tecnologia