10 de agosto de 2018

05 motivos para você ler o livro - A sutil arte de ligar o foda-se.

Oi gente, tudo bom? Então, estou aqui com mais uma resenha literária de um livro que não é ficção! Olha que milagre. Ultimamente estou tentando sair da minha zona de conforto de todas as formas, e aí comecei a ler livros não ficção com mais frequência e também biografias. Esse foi um dos primeiros do ano, já faz um tempinho que eu terminei essa leitura e resolvi trazer pra vocês um pouquinho sobre ele, afinal tem muita gente me perguntando o que ele tem de tão especial então eu resolvi mostrar 05 motivos para vocês lerem esse livro!


Primeiro, vamos a sinopse e a ficha técnica:
Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço.

Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva — sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o foda-se.

Mark Manson usa toda a sua sagacidade de escritor e seu olhar crítico para propor um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente dos nossos limites. E ele faz isso da melhor maneira. Como um verdadeiro amigo, Mark se senta ao seu lado e diz, olhando nos seus olhos: você não é tão especial. Ele conta umas piadas aqui, dá uns exemplos inusitados ali, joga umas verdades na sua cara e pronto, você já se sente muito mais alerta e capaz de enfrentar esse mundo cão.

Para os céticos e os descrentes, mas também para os amantes do gênero, enfim uma abordagem franca e inteligente que vai ajudar você a descobrir o que é realmente importante na sua vida, e f*da-se o resto. Livre-se agora da felicidade maquiada e superficial e abrace esta arte verdadeiramente transformadora.


Editora: Intrínseca <3 
Página: 224



1. Ele é um livro de auto ajuda, porém diferente.
Eu já vários livros do tipo auto ajuda, e até então eu achei esse um pouco diferente dos outros. Ele não fica falando pra você ser feliz e dando "fórmulas" para que isso aconteça, ele trabalha com o outro lado: o fracasso.  E também a realidade. Mas é questão de perspectiva.

2. Situações da vida do autor.
Além dele trabalhar com esse outro lado, ele também conta um pouco da história dele.. Não exatamente a vida dele toda (isso não é uma biografia), e sim algumas situações que se encaixam com o que ele está dizendo, e que mostra o porque ele está dizendo isso e qual o ensinamento que ele tirou daquela situação. Entendeu? É um pouco complicado de explicar mas é isso aí mesmo. haha

3. Bons conselhos. 
Sabe aqueles conselhos que todo mundo quer ouvir? Ou aqueles conselhos super sinceros que NINGUÉM quer ouvir? Pois é, tem aqui também. Ele dá muitos conselhos ótimos e muitos "tapas na cara", e isso é uma das características que me fez gostar ainda mais do livro. Não gosto de livro que fica colocando florzinha nas palavras, gosto que sejam sinceros e diretos e esse com certeza é um desses. 

4. Te mostra a vida com outra perspectiva em relação a dor.
Como eu disse, ele além de falar dos fracassos "naturais" da vida, ele também fala da dor. Da dor em relação a relacionamentos, a traição (que infelizmente ainda é um tabu em livros de autoajuda na minha opinião), entre outros tipos de relacionamento também. O que importa é que ele fala. Ele explana e mostra que tá tudo bem você sentir isso, e entre outras coisas. 

5. Fala sobre morte.
A não ser que você pegue um livro especializado em psicologia ou algo do tipo, eu nunca vi livros de autoajuda falando de morte. Falando mesmo, explicando todo o processo e tentando te tranquilizar de certa forma. Nesse livro ele fala e conta uma história sobre isso e como isso mudou a vida dele. Eu achei interessante, é uma coisa que devemos pensar bastante por que a morte um dia chega pra todos não é mesmo? É mais fácil a gente aceitar e tentar entender essa situação enquanto ainda temos pessoas que amamos vivos, porque depois fica complicado sabe?  

Bom gente, então é isso.. Eu espero que vocês tenham gostado. Me contem aqui nos comentários se vocês já leram e se gostaram do livro. Beijos da Rafa!


3 comentários:

  1. Valeu a dica de livro Rafa!
    Eu também não me lembro de um livro de autoajuda que fale de morte.
    Fiquei curiosa, quero ler! Beijo

    ResponderExcluir
  2. De nada! Fico feliz que tenha gostado! Beijo
    <3

    ResponderExcluir
  3. Eu estou lendo esse livro e com certeza é um dos melhores que já li, ele retrata a vida com mais realidade e ajuda a gente a aceitar essa "realidade". Estou bem no final do livro e já estou recomendando a todos os meus amigos, pois vale a pena mesmo.

    Blog Vinte Primaveras

    ResponderExcluir

 
Welcome to my life
Siga meu insta!
Ana Liberato